--- Prêmio Angelo Agostini ---

quinta-feira, 31 de março de 2016

RESENHA SOBRE BATMAN VS SUPERMAN

TINHA QUE SER A MÃE DO...

















(texto atualizado em 09/04)


Bom. Passou Homem Formiga, passou Star Wars, 
passou O Bom Dinossauro e nada de eu resenhá-los. Mas daí chegou 
Batman vs Superman e pensei: devo ou não me atrever?
Ainda estava pensando quando um desses críticos-de-intelectualidade 
anormal-100%-chatos-com-visão-arrogante-além-do-alcance-de-outros
seres-humanos-normais, resolveu me motivar. Detalhe: Até então,
eu achava que isso só existia no reino da Internet.

A pergunta dele foi: E aê, gostou do filme?
A minha resposta foi: Sim, sim, gostei muito.

Pronto! Dada minha humilde opinião, ouvi a lenda em carne e osso dizer, em
estado de gozo e ironia, que eu não entendia mesmo de porra nenhuma de
filmes. Ah, meu amigo. Se até o momento eu não tinha motivos pra falar de
Batman vs Superman, agora sim, eu estava automaticamente obrigado a fazer.
Aliás, eu só fui ver Batman vs Superman porque já não aguentava mais
tanta crítica negativa entupindo minha vida. Estava paranoico de pensar:
"Será que é tão ruim assim? Estilo Homem Aranha 3? Não pode. Zack Snyder e tal...
A essência do Watchmen. E aquele trailer?"
Vamos ao motivo da discórdia-relâmpago:
Pro sujeito, Batman nunca deveria ter desistido de matar Superman só porque 
ele descobriu que ambos tem uma mãe com o mesmo nome!!!!!!!!!!!!!
Pi, pi, pi, pi.... 

É isso mesmo. Esqueça os efeitos especiais, a luz, a trilha, as cores, 
as outras cenas e as outras sacadas. O filme não presta porque Batman 
se sensibilizou fácil demais.
Oh, Caralho de asa! Se você quer ser Einstein ou um mala, o problema é seu. 
Mas tratar isso como um motivo máximo pra dizer que o filme é uma bomba.
Dá um tempo, meu amigo. Você pode ser especialista de qualquer outra merda,
menos de um filme que tenha passado, presente e futuro do Batman/Superman.
Melhor:
VOCÊ PODE ATÉ TER LIDO UM QUADRINHO DE AMBOS ALGUM DIA. 
Mas a essência de um bom leitor de HQ, baseada no conhecimento dos personagens 
+ a sua consciência como ser humano (carisma). Isso você nunca teve na vida.

Esqueceu o começo do filme? Bruce Wayne sonha com a morte dos pais.
Um cena que apesar de manjada, sempre vai ser mostrada de um ângulo 
diferente. (aliás, o ângulo mostrado no filme é fantástico).
Batman perdeu a porra dos pais e, por isso, se tornou um super herói pra que
outras crianças jamais passem o que ele passou. Atormentado, traumatizado,
frustado e vingativo,o cara até hoje ainda sente a culpa de que naquela época,
quando Sr. e Sra. Wayne papocaram, sequer existia nada nem ninguém
fazendo o que ele faz. Atualmente TEM ELE.










Indo direto pra briga entre os dois (Batman vive no enfado/saco cheio. 
Superman ostenta laços com a humanidade porque é fofinho e sabe voar),
o Homem Morcego só leva a melhor porque seu ódio abafa o pequeno
detalhe que faz do Homem de Aço uma presa fácil.
"Se eu (Batman pensando) matar o Superman, vou passar o resto da vida
sendo uma cópia do homem que matou meus pais.
POIS ELE VAI FICAR ORFÃO!" Não. Na verdade, a mãe do Superman
é que vai ficar triste. O que é quase a mesma coisa.

Cara. Não precisa ser um gênio pra entender que isso é por demais uma 
das maiores sacadas, NÃO só da história da DC Comics, como da história
mundial dos quadrinhos de heróis. Nem Frank Miller, no seu auge do Cavaleiro 
das Trevas, pensou nisso. Não tô dizendo que sou melhor nem
pior que o individuo. Até o que escrevo exatamente agora nem foi dito
pra ele. E que se foda se um dia ele perder 4 minutos da vida lendo tudo isso.
Mas, ao tentar fazer o seu papel de fodão, o cabra apenas acabou me passando
a certeza de que essa ruma de "intelectual que vive batendo boca sobre filmes na
Internet" são tão intragáveis quanto o novo Lex Luthor.

Sim, se você fosse um rapaz carismático e com grana como Lex Luthor, 
você seria que nem... o Lex Luthor. Então? Não entendo o mimimi pro personagem.
Pois nesse mundo real em que vivemos só o que tem por aí é ... Lex Luthor!!
Tal e qual ao do filme. Lex Luthor comentando filmes (com grandeza de raciocício),
Lex Luthor fazendo entrevistas de madrugada (sendo piadista egocêntrico),
Lex Luthor apresentando programas de auditório nos sábados a tarde (tão meigos
que dão nojo). Até Lex Luthor querendo dar golpes (sem comentários!).
Reparem nos Personagens do Netflix.
Veja como eles não têm pressa de crescerem. Eles crescem naturalmente
no decorrer dos capítulos, não é? Rei do Crime, Demolidor, Breaking Bad, Justiceiro...
Quem sabe até a chegada do filme da Liga da Justiça, esse verdadeiro Lex Luthor,
 finalmente apareça?

Acho que essa foi a ideia. Esse Lex Luthor de Batman vs Superman é um babaca.
O Lex Luthor de Smalville é um pouco mais crescido. E por fim, o notável Lex Luthor,
que está em nossas mentes desde a época dos desenhos Superamigos é o Lex Luthor
da Liga da Justiça.

E a Mulher Maravilha? Bom, a Mulher Maravilha aparece simplesmente como 
Mulher Maravilha e pronto! DC Comics finalmente conseguiu alcançar 
a Marvel na produção de filmes. Flash, Aguaman, Ciborgue...
Bastou dez segundos de aparição pra atropelar a necessidade besta de ter
um filme solo cada. Lembra do e-mail que Bruce Wayne enviou pra Mulher Maravilha?
"Onde você esteve esse tempo todo?".
a resposta poderia ter sido:
 "Vendo a Marvel se escabelar feito louca pra engrandecer o seu acervo de DVD's."
[Respira]




















Antes de ver Batman vs Superman, prepare-se pra uma confusão cerebral!!
KKK, já que os 10 mil trailers que foram divulgados são um mundo emaranhado
de cenas. Você vai assistir e vai dizer. "Opa, mas não era isso que acontecia. Peraí,
cadê a sequência disso?" O que é de menos, porque outras e outras cenas farão você
continuar esperando com o dobro de ansiedade.

.................................................
Pra encerrar, que eu tô batendo recorde de texto e nem sei se alguém vai ler tudo isso,
a única coisa que me incomodou foi o mordomo Alfred não ser mais velho que o mordomo
Alfred dos outros filmes. Mas a mansão Wayne esfarrapada, o encontro de Bruce
com Luthor e depois com Clark (cada diálogo mais foda que o outro), a forma como
Bruce bufa por causa do enfado (enjoado é pouco), a explosão surpresa que acaba
com toda a moral do Superman (a sua cara de cachorro que comeu bosta é inesquecível),
a evolução do Apocalipse (as ossadas rasgando nas costas), as referências de tantas
e tantas histórias em quadrinhos de ambos personagens (Batman ano um, Injustice,
Entre a Foice e o Martelo, Reino do Amanhã, Morte do Superman, Morte em Família,
Crise nas Infinitas Terras, Cavaleiro das Trevas... UFA!) e, principalmente, o momento
em que Batman descobre que a sua mãe tem o mesmo nome da mãe do Superman.
Aliás (acho que já escrevi 'aliás' umas 5 vezes nesse texto) esse é grande motivo
que me fez escrever sobre Batman vc Superman!
Resumindo mesmo.
O que não faço é crítica. Pois CRÍTICA o próprio nome já diz: C-R-Í-T-I-C-A. !!!
E deve ser por isso, com todas as letras, que os famigerados da categoria o usam com o fervor.
"Preciso criticar, preciso criticar, preciso criticar..." Ahhhhh.. "Eu sou chato! 
Malvado! E você vai apenas dizer 'Caceta. Não sei o que o cara falou, mas deve ser uma
opinião mais super cabeça do que a minha'." Ou como diria meu amigo Pedro Turano:
"Esse povo precisa falar mal de qualquer filme, pois se falar bem, passa despercebido."

Eu não quero passar despercebido. Mas também não quero ficar com o meu rabinho
entre as pernas. Ninguém pode me dizer o que devo comer, assim como não dou
a mínima satisfação do que cago pra seu ninguém. 
MAS SOU COERENTE.
No meu caso, quando me dou a besta de comentar algum filme procuro por duas saídas.
1) Se um filme for bom, eu digo. 2) Se o filme for ruim, eu digo também.
E sempre da forma mais plausível do mundo. A minha vida continua e a sua, idem.
(Pode olhar outras resenhas neste blog e verá!).

RESUMINDO DE VEZ:
Esse lance de empurrar argumentos goela abaixo, no melhor estilo
NEUROLOGISTA BOÇAL DE HAPCLÍNICA, bom, isso aí faço questão
de deixar pros eternos filhos de chocadeira. E viva o cinema!

TRAILER:


Um comentário:

  1. Sábias palavras meu amigo, como sempre.
    Em relação a melhor adaptação em quadrinhos estava com Sin City, agora, BvS se mostrou que nós que somos fãs é quem temos que ganhar em questão de roteiro, mas o maior presente para mim, foram pontos decisivos que fugiram dos quadrinhos que com todo respeito as HQs, foram muito mais bem bolados, desde os mesmos nomes das mães que atinge bem a ferida de Bruce Wayne e a morte de Superman, a kriptonita se mostrando como principal causador da morte desses dois ícones que travaram uma disputa de Deuses, mas apenas um foi atingido o outro não então... Vamos ver como o primeiro Super Herói do mundo vai se revelar em Liga da Justiça, pois esse filme faz valer seu tema "A Origem da Justiça", simplesmente perfeito esse jogo de tabuleiro heim Guabiras ehehe.

    ResponderExcluir