--- Prêmio Angelo Agostini ---

sábado, 30 de dezembro de 2017

MELHORES DE 2017 segundo o Guabiras!

Enquanto 2017 dá os seus últimos suspiros, posto aqui uma lista de tudo aquilo que me agradou/surpreendeu no decorrer do ano. Confiram:


Melhor filme: Mulher Maravilha
2017 não teve pra ninguém. MM desbanca Logan, Homem Aranha, Thor e Guardiões da Galáxia simplesmente porque é 100% coerente, belo e bem planejado, enquanto que os outros tiveram seus vacilos aqui e acolá. Sabe qual a diferença entre Mulher Maravilha e A Liga da Justiça? A Liga é um dos maiores lixos produzidos pela DC e a MM nem parece que foi produzido por ela. Ponto final.

Melhor série: Justiceiro - NETFLIX.
A Marvel está perdoada pelas cagadas que fez com Luke Cage, Punho de Ferro e Os Defensores ao criar uma maravilhosa novela gráfica com o seu - tcharãm - mais revoltado e casca grossa personagem. 
F-O-D-Á-S-T-I-C-O!


Melhor Quadrinho - Edição única: SuperCrooks
Dessa vez o fantástico Mark Millar reúne uma equipe de humanos poderosos no melhor estilo X-Men pra fazer uma HQ no melhor estilo 11 homens e um segredo.
Apesar de uns e outros terem poderes manjados vide Marvel ou DC, sempre é muito bom sair do óbvio e ler novos personagens em outros universos.
SuperCrooks é isso. Roteiro surpreendente, traço surpreendente e final surpreendente. 
E eu já comecei a ler pela quarta vez.

Melhor Quadrinho - Duas edições: 
O Despertar parte 1 e 2
Dificilmente a linha Vertigo lança algo que não preste.
Quando folheei essa maravilha na casa do Cartunista Brum (era mês de abril e eu estava hospedado em Natal (RN) para o evento CCXP - Tour) só tive mais certeza em relação a isso, além de ficar doido. Muito doido pra adquirir essa beleza em minha coleção. Que traço lindo da porra é esse do Sean Murphy? PQP. E que roteiro espetacular.  
A primeira parte mostra como uma civilização extraterrestre se adaptou aos oceanos da Terra - até o ponto em que ela própria inunda o planeta como forma de domínio. A segunda parte se passa 200 anos depois da inundação. Outros personagens e outros ritmos, porém, com muitas conspirações que unem, obrigatoriamente, as duas edições. Imperdível!!


Melhor série em quadrinhos: Cavaleiro das Trevas 3 - A Raça Superior 
Frank Miller enterra pra valer os seus demônios nessa sequência espetacular. Abrir a cidade engarrafada de Kandor pra libertar o povo sem saber quais consequências poderiam ocorrer? Meu amigo, mais original, impossível!
Pra começar nem é ele que desenha e sim Andy Kubert, o dono de um dos traços de heróis mais fodas da atualidade.

Essa nova revista do Velho Logan que tá saindo nas bancas até que é boazinha, porém, juntar novamente Batman, Superman e Mulher Maravilha com um roteiro arrasador (tiro, porrada e bomba - além de muitooo sangue) foi primordial demais. 





Melhor aquisição da Feira Livre de Quadrinhos: CÃO
Eu já conhecia o trabalho do Breno Ferreira através da série de tiras Cabuloso Suco Gástrico. Porém, é nessa beleza de livro, com histórias maiores e um traço muito mais fudido, que vi o quanto esse cara é fenomenal. 

Cão conta, em vários pequenos contos, a saga do pistoleiro Dioguinho, que virou lenda ao aterrorizar o sertão paulistano nos meados do século XIX.
Eis um livro sagaz, sujo e rápido. 
Exatamente o tipo de quadrinho que gosto!!! 
Porque assim que você termina de ler, já fica com vontade de desenhar. 





Melhor Reedição em quadrinhos: Blacksad 
A saga do gato detetive está de volta pela SESI-SP Editora. O personagem já havia sido lançado no Brasil pela Panini. Um mundo onde os animais fazem papel de gente pela belíssimas artes de Juanjo Guarnido. Histórias tensas e sombrias, personagens fenomenais...
Apenas duas edições foram publicadas anteriormente de um total de 5, 6 ou 7? Bom, o que importa atualmente é que Blacksad voltou! E eu só torço pra que dessa vez toda a coleção seja lançada.






Melhor  quadrinho "Nossa! Isso ficou muito bom e merece mais": Odor Vazio
Ruis Vargas é bastante conhecido pela sua série de tiras Diário da Corte - que rendeu até um livro bacaninha. Mas esse Odor Vazio é primordial. 
Através de um traço grotesco de espetacular, Odor narra um empresário escroto e arrogante que por ironia do destino vai do Céu ao Inferno no decorrer da história. Destalhe: muitas páginas são sem texto, enquanto que o básico de narrativa já é suficiente pra entender toda a desgraça e a glória no melhor estilo "Opa, quero mais".







Melhor quadrinho "rápido e rasteiro": ARGOS - Um fim do mundo muito louco
Raphael Salimena é um dos maiores desenhistas do Brasil na atualidade. Tô falando de desenho mesmo - precisão e mão firme - onde qualquer coisa sai bonitinha e sem uma única falha. Porra. E Argos é tudo isso e muito mais. Uma novelinha gráfica com cenários fantásticos, personagens pra lá de fofinhos (no sentido "que facilidade de desenhar do caralho é essa?") e colorido maravilhoso. É começar em um minuto, terminar no outro e ainda dizer:
"Isso é legalllllllll demais". 
Graças ao roteiro gracioso e os diálogos contagiantes. Culpa do selo de garantia Contra Versão - um filhote mais hardcore da Editora Draco.




Melhor quadrinho 100% cearense: Pereba de Gato
Jon Lima é um guerreiro. Mesmo sabendo que o mercado dos quadrinhos anda cheio de frescuras filosóficas, ele decidiu apostar no seu taco e lançar uma revistinha despojada e bagaceira. 
Tem quadrinhos, cartum e sacadas. Algumas nem tão boas e outras fenomenais, confesso, mas a minha maior emoção ficou por conta da atitude do Jon. Ele acreditou, ele fez, ele cutucou a ferida. Cutucou tanto que a Pereba de Gato foi citada até no canal do Caio Oliveira. É isso aí.
Parabéns, Jon!
Modéstia à parte, se apenas o Guabiras vinha produzindo e lançando coisas desse tipo no Ceará, agora temos você (digo com orgulho) no embalo. E que outras Pereba de Gato apareçam adiante com mais produções e mais surpresas. \O/


Melhor quadrinho "recuperado novamente" - Aragonés Massacra Marvel e Aragonés destrói a DC
Aragonés é o cartunista mais tombado da revista MAD. Pra mim, um dos maiores produtores de cartum de todos os tempos. Limpo, rápido e rasteiro. Imagine agora o cara pegando os maiores heróis das duas maiores editoras e sacaneando ao gosto dele? Essas obra primas são do século passado (1998) e eu tinha em minha modesta coleção. Mas um dia, uma legião de cupins alienígenas sanguinários dos infernos devorou metade de cada uma. Imagine o desespero. Imagine o pavor. Imagine recuperar novamente uma coisa que já saiu clássica e que nem o mais obscuro buraco nerd era capaz de ter?  UFA. Mas enfim... graças ao grande Alex Rios (vendedor e amigo da Feira Livre de Quadrinhos) esses belezinha voltaram pra minha casa. E estão guardadas a sete chaves dessa vez, lógico.


Melhor homenagem em quadrinhos - Marcatti 40
A Ugra confirma que é realmente a maior front dos quadrinhos independentes do Brasil ao criar, organizar, e lançar um belo livro em homenagem ao Marcatti - famoso quadrinista criador das capas do Ratos de Porão. 

Entrei nos 47 minutos do segundo tempo e, ao lado de artistas como Bira Dantas, André Diniz, Orlandeli, Chico Félix, Thiago Ossostortos, além de criar a minha versão do personagem Fráuzio visitando Fortaleza e comendo buchada, coloquei vários easter eggs sobre a vida e a obra do Marcatti espalhados pela HQ. Mais homenagem do que isso, impossível.
Pra ver esse material clique AQUI





Melhor quadrinho infanto-juvenil: Turma da Mônica - Clássicos do Cinema 
Enquanto as MSPs acham que estão abafando, essa outra linha de produtos 
da Maurício de Souza LTDA vem me encantando de verdade ao misturar cinema, paródia e cultura pop. Na versão encadernada e de capa dura, o primeiro volume traz a trilogia do Jurassic Park. Já o segundo, além de HQs com Avatar e Piratas do Caribe, uma belíssima homenagem a todo o universo da PIXAR
Que negócio lindo, belo e foda. Muito foda.









Melhor "FILHA DA PUTAGEM" do ano: 
Um "suposto" documentário sobre os quadrinhos cearenses. 
A princípio a meta era: pegar todo mundo que produza quadrinhos na capital cearense e documentar em vídeo. Na prática: Uma tremenda sacanagem por parte de quem editou e fechou o material. Entrevistas picotadas, nomes de artistas inexistentes e nomes de coletivos idem. Não vi e nem quero ver essa bosta, mas vários artistas que participaram e tiveram o azar de assistir no dia do lançamento relataram que ele foi totalmente editado apenas pra favorecer uns e foder outros. Aliás, muita gente também ficou de fora por pura
covardia. Tipo, "Não vamos com sua cara e não queremos que você cresça no mercado - então foda-se". PQP! 
Parabéns a todos os escrotos envolvidos na produção. Há mil anos o mercado dos quadrinhos no Ceará poderia ser único, unido e humilde, mas por conta de fuleiragens como vocês, a verdadeira produção, o verdadeiro esforço e a verdade história tomam no cú. 

Melhor Meme:


Melhor Print:





















Melhor charge: Laerte - Folha de S. Paulo












Melhor quadrinho de WEB: Luiz Gê - Folha de S. Paulo


















Melhor tira: André Dahmer - Malvados


Melhor cartum: Allan Sieber - o monstro!!!

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Era uma vez uma saga

Quando a Disney assumiu o controle sobre Star Wars, duas coisas eram de se esperar: personagens novos surgindo na franquia (pra vender produtos e encantar uma nova geração) e personagens velhos saindo de cena (porque os tempos são outros, apesar da saga ter atravessado gerações e gerações). Pois bem. Apesar de já ter 6 filmes no catálogo, a Disney (visionária ao extremo), anunciou, além de esticar a cronologia, outros tantos filmes na linha de tempo. Ex: Rogue One - que falava sobre o suposto roubo dos planos de destruição da Estrela da Morte se passa antes de Uma Nova Esperança (1977) 

Pois bem, mas de todos os Star Wars que vi, nunca criei tantas conspirações quanto o Despertar da Força (2015). Lembro que eu e o Pedro Turano só faltávamos ficar doidos. 
Caramba, a primeira trilogia seguia um padrão comum – coisas aconteciam e se resolviam nos filmes seguintes. 1, 2 e 3 (´que na  verdade é 4, 5 e 6).
A segunda trilogia serviu como a enciclopédia do universo – foram muitas respostas no decorrer das consequências e ações que uniria o todo. 3, 4 e 5 (que na verdade é 1, 2 e 3). 
Estão entendendo?
Mas daí veio O Despertar da Força (parte 7) com suas muitas pontas soltas. Pontas de todos os tamanhos e pra tudo que era lado.

Pensamos juntos - Eu e o Pedro. Aliás, eu e a Sílmia. Aliás, eu e um monte de fãs: Todo mundo animado.
1) Rey seria filha ou ex-aluna de Luke Skywalker? 
2) Jakur é algum resto de planeta das sagas anteriores?
3) Rey era irmã de Kylo Ren? 4)O líder supremo Snoke é a alma do Darth Vader querendo reencarnar no corpo do Luke? 5 e último) Onde Luke Skywalker se meteu e porquê? A coisa poderia ter esquentado mais e mais... Aquela paixão por naves espacias, velocidade da luz, sabres e monstros engraçados estaria surgindo de novo?

SÓ QUE NÃO
Dois anos depois a única verdade em relação à Star Wars é: PASSAR O RODO NO VELHO E VIVER UMA NOVA ERA!! Agora sim, a Disney mostrou a que veio. Fazer você esquecer a magia original da saga Star Wars. Preparar você para a magia melosa do Mickey Mouse e o caralho. Se o episódio 7 deixou muitas perguntas. O episódio 8 (Os últimos Jedai) deu as respostas mais fuleiragens possíveis.

1) Rey é apenas filha de catadores de lixo e pronto. 
2) Snoke é algo além de Darth Vader e pronto. 
3) Kylo Ren é filho da Leia com Han Solo e...  pronto!!! 
Ele realmente o matou e pronto. Han Solo tinha que morrer pra dar lugar 
a Rey em uma prateleira de brinquedos. Rey, Fin, o piloto Poe, BB8...

Nada de magia. Nada de mistérios. nada da tradicional conspiração Star War. Os Últimos Jedi não fala sobre nada, meu amigo! É apenas um filme que mostra os rebeldes fugindo da Nova Ordem enquanto que Luke Skywalker se arrasta pra morrer. Primeiro Han Solo, agora Luke Skywalker.  

E sabe o que é mais ridículo do que isso? Os sites de cinema, os críticos nerds, os vídeos do Youtube elogiando hipocritamente o filme pra não perder seguidores. Ninguém ousa falar mal desse novo filme do Star Wars... Ninguém quer ser tachado de chato num mundo virtual onde a hipocrisia rende curtidas ao invés da sinceridade.
Mas eu digo e repito quantas vezes forem necessárias: 
Os últimos Jedi está longe de ser genial. Ele é o filme mais troncho, chato e sem noção de toda a saga.

É sério isso? Durante uma batalha (entre a Nova Ordem e a Resistência) um monte de bombas cai com a ajuda da gravidade em pleno espaço? Gravidade em pleno espaço? Durante anos a gente engoliu essa de que o som não se propaga no vácuo, mas isso... que feio, JJ Abrams! (consultor do filme)

E no meio do filme? Ao invés do tradicional bar imundo com alienígenas nojentos, aparece um cassino cheio de gente granfina, segurando taças de vidro e jogando em  máquinas caça-níqueis? PQP! E aquele milionário 
de bigodinho fino rodeado de modelos? É impressão minha ou ele é a cara do Walt Disney??? Ou será do Clark Gable? Foi proposital aquilo? Ridículo, infame e bizarro. Tão bizarro quanto a relação entre Rey e Luke. Se todo mundo achou que ele ia se emocionar, chorar, se revoltar e treinar ela de com força. Não... o que rolou foi uma relação estilo Kung Fu Panda e Mestre Shifu. Rey praticamente implorando por treinamento, Luke  não querendo porra nenhuma. 
E nessa lenga lenga só faltou mesmo ele gritar do outro lado da porta: “Estou cagando, por favor, me deixa em paz”. 
Que lástima. Luke nem sequer demostrou sentimento algum quando viu Chewbacca, o wookiee raivoso que outrora foi um amigo nos melhores momentos da saga? Pior, Luke não demostrou sentimento algum quando soube da morte de Han Solo? O que fizeram com o personagem?

OK, Rey não é porra nenhuma de Luke e isso só me faz pensar raivosamente: "Se Rey não é porra nenhuma de Luke, então por que a Leia mandou essa desconhecida até ele?" Será que Leia queria apenas que Luke treinasse Rey (uma desconhecida!) porque o próprio havia falhado com Kylo Ren? Peraí! Se foi realmente isso, então Leia estava certa de que nunca haveria uma revanche? E o mesmo Luke, que em nenhum momento pergunta pra tal Rey por que a sua própria irmã não quis encontrá-lo, ao invés dela? Mais. Por que em nenhum momento os dois (Luke e Rey) combinaram de enfrentar o Kylo Ren com tudo? Não... Rey preferiu se comunicar com Kylo Ren telepaticamentre NÃO ACRESCENTANDO porra nenhuma na trama.

Kylo Ren mata o temido líder Snoke - o maior mistério de O Despertar da Força - porque simplesmente ele não aguentava mais o líder supremo enchendo seu saco! "Seu menino fresco, mole e dengoso... Seja homem que nem seu avô, porra!"  Simples assim. 
Snoke era apenas um cara comum que humilhava Kylo Ren. E sem ele na parada, Kylo Ren assume o posto de tudo. "Agora eu sou o maiorrrrr" Enterrando aí todas as suas conspirações (e cicatrizes) no buraco. Nãooooooo! 
Que tanta decepção, que tanto desperdício de personagens. 

Ao mesmo tempo, vejam só, outros bichinhos iam aparecendo aqui e acolá como novos produtos no mercado. Pinguins com cara de ursinhos, cachorrinhos feitos de cristais. Uma japinha guerreira. Tudo fofinho, tudo muito belo, ao contrário da verdadeira história por trás da história do filme.

Luke Skywalker, um cara que enfrentou Darth Vader, Palpatine, soldados imperiais, mas que não tem coragem de encarar novamente seu sobrinho de merda? Ilusão gráfica é o caralho, porra! Luke deveria ter saído daquela porra de ilha. ELE deveria  ter tirado aquela nave de dentro d’água, deveria ter atravessado  a galáxia, deveria ter pousado no famigerado planeta de sal e deveria ter chamado o filho da puta mimado pras conversas.
Mimadinho que quebra capacetes na parede quando tem birra.
Luke Skywalker poderia até ter morrido na batalha final contra Kylo Ren, mas ele jamais deveria ter brincado de “fastasminha”. Isso foi ridículo e só serviu pra uma coisa: argumento pros últimos rebeldes fugir de cena. 
"Oh, eles fugiram por uma saída criada pela Rey enquanto ela levitava... pedras?"

Porra, Rey! Então por que você não fez essa mesma levitação de merda quando as naves inimigas estava atacando tudo? Luke se foi e não significou nada pra você não é? Não significou nada pra ninguém. 
Você foi lá receber treinamento do cara mas no final das contas ele que se foda. Você pegou pra si as escrituras sagradas e pode começar a treinar quem quiser daqui pra frente. Isso é fato.

Star Wars estaca zero. Nada de magia. Nada de mistérios. Nada de conspirações.
Basta apenas fugir, fugir e fugir pra começar tudo de novo. 

Bem vindo à nova magia Star Wars
Uma lástima. Uma frustração. Uma bosta...

E isso é apenas o começo.

sábado, 16 de dezembro de 2017

MELHOR CARTUNISTA DE 2017

Pessoal.
já abriram as inscrições para o Prêmio Angelo Agostini - Melhores de 2017.
Se vocês acham que mereço manter o título de melhor cartunista nacional, por favor, cliquem no link e votem no GUABIRAS
É rapidinho e eu agradeço desde já.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeM7hGN_L8gZs7A-bL3s1WpDUEgd107a8f-CHkgFuSNkWpEZw/viewform?edit2=2_ABaOnufNVSYIUHCGKJQqxvunFIbraZB2B4H6NvS4j751OWoTqrFYesEksQ&embedded=true