--- Prêmio Angelo Agostini ---

terça-feira, 30 de maio de 2017

TODOS OS FILMES DA SÉRIE ALIEN

A cronologia do monstro mais babento do cinema é cheia de altos e baixos.
Com uma novíssima produção em cartaz, decidi resenhar um por um ao meu gosto.

Alien - 1979
Impacto, espanto e ousadia. Essas são as palavras que definem a estreia desse longa. Transportadores espaciais recebem um chamado de socorro no meio do nada. 
Enquanto metade decide ajudar, a outra metade prefere terminar o serviço e, lógico, receber o pagamento. Porém, segundo uma norma no contrato, esse pagamento só sairá se a tripulação cumprir a obrigação de verificar todo e qualquer chamado de socorro. Yésss. A primeira vez que vi a famosa aranha-alien atracada no rosto de alguém, pensei. "caralho, basta cortar a porra das patas e pronto" Parecia óbvio, né? Se... ao invés de sangue, o bicho não espirrasse ácido das veias!!! Pra completar, o verdadeiro protagonista explode de dentro da vítima miudinho e caraquento, pra só depois se tornar um bichão gosmento, esquelético e insano. E depois de devorar toda a população da nave, ele tem que prestar contas com ninguém menos do que  Ellem Ripley, a primeira atriz, tenente e heroína que virou poster no meu quarto milhares de anos antes das vocalistas do Salt' n 'Pape. 

Pra completar, hoje você pode até achar a maior besteira ver um monstrinho saindo do peito de alguém em plena mesa de jantar. Mas era 1979, amigo! Época que não existia MTV, vídeos-cacetadas nem comidas de shopping. Muito menos Jason e Freedy Grueger. Nota 8,0

Alien O Resgate - 1986
Se o primeiro foi bom, o segundo é melhor ainda. 
Sai Ridley Scott da direção, entra James Cameron (Avatar e o Exterminador do Futuro). E agora o que temos é a definição da palavra "maternidade" em relação ao monstro. Após hibernar décadas em uma cápsula espacial, a Tenente Ellen Ripley é encontrada por uma empresa que aparentemente mantém instalações no mesmo planeta do primeiro filme. Sim, agora ele realmente é habitado. E é lógico que algo dá errado! Assim, mesmo frustada e fula da vida, Ripley decide voltar ao local com um grupo de fuzileiros. Mas Alien O Resgate, apesar de ser filme de monstros e de terror, é acima de tudo um filme altamente familiar. Primeiro, Ripley fica sabendo que sua filha morreu (bem idosa) de tanto esperar por sua volta que nunca ocorreu. Porém, antes mesmo que os seus sentimentos azedassem por completo, ela encontra uma menininha sobrevivente que fica grudada (ambas criam laços) a ponto de parecerem mãe e filha cercadas de alienígenas por todos os lados. 
Falando em mãe, a enorme rainha alien surge pela primeira vez colocando seus ovos como se tudo aquilo fosse o berçário mais gosmento da galáxia. O resto é sangue, bala, baba, ácido e mortes. Não necessariamente nessa ordem. Nota 9,5

Alien 3 - 1992
Lembro bem quando esse filme entrou em cartaz. Isso porque coisas como Run Montilla, Sepultura e  Rádio Transamérica estavam começando a fazer parte da minha vida. Então conforme visto no final de Alien O Resgate, Ripley viaja novamente em uma cápsula espacial, levando consigo a menininha  que agora seria uma filha adotiva. SQN!!!
As cápsulas espaciais caem em um planeta que funciona como presídio para criminosos e vagabundos rejeitados pela... sociedade espacial! Por sorte, a menininha não sobreviveu a queda. Por azar, a já famosa aranha-alien pega carona na cápsula. É a deixa pra um nova etapa de sobrevivência. Mas no lugar de uma barriga humana, o Alien dessa vez nasce do ventre de um cachorro!!!
Mais quadrúpede, mais insano, mais veloz! Se o negócio é pra ser horripilante, por que não exagerar mais um pouco? 
 É aí que esse tal Alien - um dos melhores em questão de designer - engravida Ripley apenas dando uma baforada no seu rosto. E aí, Ripley? Morrer por morrer, por que você não se joga no caldeirão de lava e encerra essa série em uma trilogia fantástica??? Tchbummmmmm... E assim foi. Ou não! Nota 7,6

Alien - A ressurreição - 1997
Minha Nossa Senhora Protetora dos Caça-Niqueis... Se bem que... até que o filme não é de tao ruim. Ripley agora é um clone chamado nº 8 e mora numa nave cheia de cientistas que a trouxeram à vida com uma única finalidade: Recriar os Aliens. Feito isso, um grupo de mercenários se junta à tripulação e... mais uma vez, algo dá merda. Mais uma vez, os Aliens estão mais inteligentes. Bastou uma espécie abrir a barriga de outra espécie para as tripas, cobertas de ácido, derreterem o piso da jaula. Confesso, achei foda ver os Aliens fazendo manobras debaixo d'água e mais foda ainda quando um dos piratas espaciais pergunta à Ripley se ela já havia enfrentado os monstros antes. "Sim", ela responde! "Mas o que você fez?". "Bom, eu morri". E quando ela encontra o laboratório com todos os experimentos (pra não dizer "as tentativas de cloná-la") que não deram certo? Impossível não sentir o que ela sente naquela hora. Gastura, angústia e agonia. E a forma como o filho da rainha Alien morre? Na verdade ele é uma mistura de gêneros humanos (a própria Ripley) com DNA de Alien. Grotesco. Fudido. Iradoooo... E Haja pus, haja sangue, haja tripas.... E haja gente que não curta. Nota 6,0

Quando os anos 1990 acabaram, o mundo já considerava que o Alien e o Predador eram os maiores monstros espaciais já produzidos para o cinema. Moleques começaram a imaginar, nos corredores das escolas, como seria uma luta entre os dois. Ainda mais quando um crânio de Alien aparece dentro de uma nave no filme Predador 2 - A Caçada Continua, nos idos de 1990. 

Alien VS Predador - 2004
Pois bem... 14 anos depois, o filme não só saiu do papel como virou histórias em quadrinhos, jogo de vídeo game, etc, etc... Saca só o conceito dos roteiristas. Como sempre foi criado em laboratório, o Alien nada mais seria do que um bichinho de estimação do Predador. Bom... 
muitos fãs chiaram das ideias. Mas no fundo, no fundo, existe realmente uma lógica. 1) Desde os tempos remotos, Predadores matam Aliens como parte de seu treinamento. 2) Já que humanos e Predadores se conhecem desde quando o mundo é mundo (basta lembrar do revólver pirata que Danny Glover ganhou de um Predador), então nada mais justo do que colocar o próprio Predador como arquiteto das civilizações antigas. 3) Tipo: "Eu lhe ensino como construir uma pirâmide e em troca você se sacrifica gerando um Alien no ventre". Sim. Apesar de ser um dos seres mais magníficos das galáxias, infelizmente, os Aliens não passam de produtos de laboratório.
4 e último) Assim que os Alien chegam a fase adulta, Predadores começam a caçada!!! Corta pros dias atuais. Um grupo de expedição chega ao Pólo Sul para averiguar uma construção remota que foi descoberta debaixo do gelo. Ela é maia, egípcia e cambojana. Um armadilha perfeita pra capturar novos corpos e gerar novos Aliens. O momento em que as duas criaturas se encaram pela primeira vez é simplesmente épico. Depois é só correria, tiros, parcerias ("O inimigo do meu inimigo é meu amigo") e uma rainha Alien chegando à superfície pra finalizar com chave de ouro. Ou não. Um Predador vacila na parada e, então, uma Aranha-Alien acaba gozando dentro de suas tripas. Resultado: nasce um alien-predador prontinho para uma futura continuação. Nota 8,0

Alien VS Predador 2 - 2007
Desgraça, desgraça e desgraça. Um Tipico filme da TV Record nas noites de terças-feiras. Pra se ter uma ideia, é tão xoxo que nem os grandes especialistas em títulos nacionais se deram o trabalho de acrescentar algo a mais. É apenas "Alien VS Predador 2" e pronto. Mas vamos lá. A história se passa em uma típica cidade do interior americano com 1) adolescente trabalhando numa lanchonete, 2) gostosinha que namora bombadão, 3) bombadão que bate no adolescente, 4) adolescente que tem um irmão policial. Pense num clichê de dar dor nos ovos. Mas nada que supere um monstro que mistura Alien com Predador. PQP! Ninguém em Hollywood notou como aquilo ficou tosco? Desnecessário? Forçado? Tão forçado que, sinceramente, já vi tudo que é boneco articulado baseado em personagem de filmes. Mas nunca vi um Alien-Predador feito pra alguém brincar. E o exército americano querendo se interferir na conversa? É demais, meu amigo.É demais...  Nota 3,0

Prometheus - 2012
Depois de esticar a baladeira, o lance agora foi voltar pra traz e mostrar a origem do monstro. Assim, os roteiristas viajaram na maionese (estragada) no melhor estilo "Eram os Deuses Astronautas?". Prometheus é o nome de uma nave que parte em busca de uma constelação. Essa constelação está representada em várias pinturas pelas cavernas da Terra. Seria um convite dos nossos criadores? Simmmmm... Alguém ou alguma coisa projetou todos os povos do universo e atualmente se encontra no seu cantinho esperando uma visita. Quem sabe pra tomar um chazinho de boldo com limão ou uma Vodka, dependendo do clima. Bom, tirando o otimismo, no meio dessa tripulação se encontra o robô David - que faz a maior lambança científica (pense num cara fuleiragem!) até os 49 minutos do segundo tempo, quando surge uma espécie de monstro mais ou menos parecida com o querido Alien que todos nós conhecemosUAU! Nota  7,0




 Alien Covenant - 2017

Antes do Alien surgir pela primeira vez, A Dr. Shaw (protagonista de Prometheus) foge em uma nave com o mesmo robô David. Isso, sem ela notar que o cara é um tremendo filho da puta sacana. Ponto! 10 anos se passam e a nave da vez agora se chama Covenant. Jogada nostálgica número 1. Covenant recebe uma transmissão aparentemente parecida com o filme de 1979. Calma! A missão da Covenant é chegar em um planeta habitável pra fazer florescer uma nova era de vidas humanas (ela transporta 2 mil embriões em sua carga). Tempo de chegada dessa missão: 7 anos. Tempo de chegada até a transmissão: algumas semanas. Opa! E o mais impressionante disso tudo? A transmissão vem do mesmo planeta onde Dr. Shaw e David caíram. Ele é tão habitável quanto o que já estava no caminho. Porém, de pacífico lá não tem nada! Tinha quando foi mencionado pela primeira vez no começo de Prometheus. A cena em que um humanoide bebe um líquido pra depois se desmanchar na beira de uma cachoeira. Motivo: David ficou obcecado pelos Aliens a ponto de passar a última década estudando e recriando novas espécies. Quer uma referência das boas? No exato momento em todo o povo humanoide morre pra gerar milhares de Aliens (é um flashback, mas não falei nos mínimos detalhes!!), a lembrança que vem a mente é aquela cena em que outros milhares de Aliens escalam uma pirâmide até um Predador ligar a bomba e BUMMMM!!! Será que existe uma ligação aí? Até porque no decorrer do Covenant, ninguém mais fala que fim levou esses milhares de Aliens. E aqueles que aparecem no decorrer são apenas raças diferentes (créditos pra Sílmia. Ela que observou isso). 
Enfim, do momento em que o frio e calculista David inaugura o primeiro ovo de Alien da história até o desfecho do monstro, esse é sem dúvida o Alien mais macabro de todos. Sempre mastigando, cuspindo e arrotando suas vítimas. Sério - dá pra ouvir o "crec crec" dos ossos. Mas a grande surpresa final fica pro exato momento em que os poucos tripulantes que restaram estão se preparando pra hibernar em suas cápsulas. Destino? O planeta que demora 7 anos pra chegar. É amigos... SQN!!! Rs, rs, rs, rs... Nota 9,0


RESUMINDO:
Um comentário bem pessoal? Parem por aí!!! Já sabemos que esse magnífico ser nasce, cresce, se reproduz e morre. Chega de pontas soltas. Aliás, se ainda for de ter mais um filme, seria perfeito se criassem uma forma de contar como Alien e Predador se conheceram. Já que Clovenant trouxe lembranças perdidas.
Fora isso, o famoso filho de Ridley Scott já abusou demais de suas habilidades. E só.
...........................................................................................................
Pequeno Dicionário Alien

Ovo Alien: Parece uma flor quando tá fechada. De cor rosada com mechas verdes-lodo.
Dentro tem gosma, baba, texturas de couro e uma Aranha-Alien que pula rapidamente pra grudar na cara de sua vítima.
Aranha Alien: Na verdade ela se chama Agarrador. Enquanto o corpo principal fica fixado no rosto de alguém, a calda se enrola no pescoço dando uma garantia de captura. A partir daí, uma tromba entra pela garganta da vítima e a engravida com o personagem principal.
Estoura-peito: É um nome meio boca, mas tudo bem. Trata-se do monstrinho que sai do meio do tórax recém-aberto da vítima. Dali ele corre pra se esconder e se alimentar até chegar a fase adulta, que não demora muito.
Alien ou Xenomorfo: Nunca gostei de chamar um monstro como o Alien de Xenomorfo. Se bem que Alien também é ridículo, simples, comum... enfim, O Alien é uma das criaturas mais perfeitas e criativas do cinema. Tem sangue de ácido, corre pra caralho, sabe nadar e encara qualquer bicho com ira e agressividade sem igual. Desde fuzileiros à Predadores.
............................................................................................................
Seria Alien uma série sobre ESTUPROS e nada mais?
Alguns sites que sustentam essa tese:

http://www.momentumsaga.com/2015/01/o-estupro-de-alien.html

http://blogclimax.blogspot.com.br/2014/08/alien-uma-franquia-baseada-unicamente.html

http://fastfoodcultural.com.br/alien-estupro-masculino-e-feminismo/
................................................................................................................
Galeria de imagens do mestre H.R. Ginger (1940 - 2014), 
o verdadeiro criador do Alien
http://zip.net/bctJ8v
................................................................................................................
Alguns Infográficos sobre Alien
Pra ver as imagens maiores clique com o botão direito do mouse, 
escolha "abrir imagem em uma nova guia" e pronto.




Nenhum comentário:

Postar um comentário