--- Prêmio Angelo Agostini ---

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Era uma vez uma saga

Quando a Disney assumiu o controle sobre Star Wars, duas coisas eram de se esperar: personagens novos surgindo na franquia (pra vender produtos e encantar uma nova geração) e personagens velhos saindo de cena (porque os tempos são outros, apesar da saga ter atravessado gerações e gerações). Pois bem. Apesar de já ter 6 filmes no catálogo, a Disney (visionária ao extremo), anunciou, além de esticar a cronologia, outros tantos filmes na linha de tempo. Ex: Rogue One - que falava sobre o suposto roubo dos planos de destruição da Estrela da Morte se passa antes de Uma Nova Esperança (1977) 

Pois bem, mas de todos os Star Wars que vi, nunca criei tantas conspirações quanto o Despertar da Força (2015). Lembro que eu e o Pedro Turano só faltávamos ficar doidos. 
Caramba, a primeira trilogia seguia um padrão comum – coisas aconteciam e se resolviam nos filmes seguintes. 1, 2 e 3 (´que na  verdade é 4, 5 e 6).
A segunda trilogia serviu como a enciclopédia do universo – foram muitas respostas no decorrer das consequências e ações que uniria o todo. 3, 4 e 5 (que na verdade é 1, 2 e 3). 
Estão entendendo?
Mas daí veio O Despertar da Força (parte 7) com suas muitas pontas soltas. Pontas de todos os tamanhos e pra tudo que era lado.

Pensamos juntos - Eu e o Pedro. Aliás, eu e a Sílmia. Aliás, eu e um monte de fãs: Todo mundo animado.
1) Rey seria filha ou ex-aluna de Luke Skywalker? 
2) Jakur é algum resto de planeta das sagas anteriores?
3) Rey era irmã de Kylo Ren? 4)O líder supremo Snoke é a alma do Darth Vader querendo reencarnar no corpo do Luke? 5 e último) Onde Luke Skywalker se meteu e porquê? A coisa poderia ter esquentado mais e mais... Aquela paixão por naves espacias, velocidade da luz, sabres e monstros engraçados estaria surgindo de novo?

SÓ QUE NÃO
Dois anos depois a única verdade em relação à Star Wars é: PASSAR O RODO NO VELHO E VIVER UMA NOVA ERA!! Agora sim, a Disney mostrou a que veio. Fazer você esquecer a magia original da saga Star Wars. Preparar você para a magia melosa do Mickey Mouse e o caralho. Se o episódio 7 deixou muitas perguntas. O episódio 8 (Os últimos Jedai) deu as respostas mais fuleiragens possíveis.

1) Rey é apenas filha de catadores de lixo e pronto. 
2) Snoke é algo além de Darth Vader e pronto. 
3) Kylo Ren é filho da Leia com Han Solo e...  pronto!!! 
Ele realmente o matou e pronto. Han Solo tinha que morrer pra dar lugar 
a Rey em uma prateleira de brinquedos. Rey, Fin, o piloto Poe, BB8...

Nada de magia. Nada de mistérios. nada da tradicional conspiração Star War. Os Últimos Jedi não fala sobre nada, meu amigo! É apenas um filme que mostra os rebeldes fugindo da Nova Ordem enquanto que Luke Skywalker se arrasta pra morrer. Primeiro Han Solo, agora Luke Skywalker.  

E sabe o que é mais ridículo do que isso? Os sites de cinema, os críticos nerds, os vídeos do Youtube elogiando hipocritamente o filme pra não perder seguidores. Ninguém ousa falar mal desse novo filme do Star Wars... Ninguém quer ser tachado de chato num mundo virtual onde a hipocrisia rende curtidas ao invés da sinceridade.
Mas eu digo e repito quantas vezes forem necessárias: 
Os últimos Jedi está longe de ser genial. Ele é o filme mais troncho, chato e sem noção de toda a saga.

É sério isso? Durante uma batalha (entre a Nova Ordem e a Resistência) um monte de bombas cai com a ajuda da gravidade em pleno espaço? Gravidade em pleno espaço? Durante anos a gente engoliu essa de que o som não se propaga no vácuo, mas isso... que feio, JJ Abrams! (consultor do filme)

E no meio do filme? Ao invés do tradicional bar imundo com alienígenas nojentos, aparece um cassino cheio de gente granfina, segurando taças de vidro e jogando em  máquinas caça-níqueis? PQP! E aquele milionário 
de bigodinho fino rodeado de modelos? É impressão minha ou ele é a cara do Walt Disney??? Ou será do Clark Gable? Foi proposital aquilo? Ridículo, infame e bizarro. Tão bizarro quanto a relação entre Rey e Luke. Se todo mundo achou que ele ia se emocionar, chorar, se revoltar e treinar ela de com força. Não... o que rolou foi uma relação estilo Kung Fu Panda e Mestre Shifu. Rey praticamente implorando por treinamento, Luke  não querendo porra nenhuma. 
E nessa lenga lenga só faltou mesmo ele gritar do outro lado da porta: “Estou cagando, por favor, me deixa em paz”. 
Que lástima. Luke nem sequer demostrou sentimento algum quando viu Chewbacca, o wookiee raivoso que outrora foi um amigo nos melhores momentos da saga? Pior, Luke não demostrou sentimento algum quando soube da morte de Han Solo? O que fizeram com o personagem?

OK, Rey não é porra nenhuma de Luke e isso só me faz pensar raivosamente: "Se Rey não é porra nenhuma de Luke, então por que a Leia mandou essa desconhecida até ele?" Será que Leia queria apenas que Luke treinasse Rey (uma desconhecida!) porque o próprio havia falhado com Kylo Ren? Peraí! Se foi realmente isso, então Leia estava certa de que nunca haveria uma revanche? E o mesmo Luke, que em nenhum momento pergunta pra tal Rey por que a sua própria irmã não quis encontrá-lo, ao invés dela? Mais. Por que em nenhum momento os dois (Luke e Rey) combinaram de enfrentar o Kylo Ren com tudo? Não... Rey preferiu se comunicar com Kylo Ren telepaticamentre NÃO ACRESCENTANDO porra nenhuma na trama.

Kylo Ren mata o temido líder Snoke - o maior mistério de O Despertar da Força - porque simplesmente ele não aguentava mais o líder supremo enchendo seu saco! "Seu menino fresco, mole e dengoso... Seja homem que nem seu avô, porra!"  Simples assim. 
Snoke era apenas um cara comum que humilhava Kylo Ren. E sem ele na parada, Kylo Ren assume o posto de tudo. "Agora eu sou o maiorrrrr" Enterrando aí todas as suas conspirações (e cicatrizes) no buraco. Nãooooooo! 
Que tanta decepção, que tanto desperdício de personagens. 

Ao mesmo tempo, vejam só, outros bichinhos iam aparecendo aqui e acolá como novos produtos no mercado. Pinguins com cara de ursinhos, cachorrinhos feitos de cristais. Uma japinha guerreira. Tudo fofinho, tudo muito belo, ao contrário da verdadeira história por trás da história do filme.

Luke Skywalker, um cara que enfrentou Darth Vader, Palpatine, soldados imperiais, mas que não tem coragem de encarar novamente seu sobrinho de merda? Ilusão gráfica é o caralho, porra! Luke deveria ter saído daquela porra de ilha. ELE deveria  ter tirado aquela nave de dentro d’água, deveria ter atravessado  a galáxia, deveria ter pousado no famigerado planeta de sal e deveria ter chamado o filho da puta mimado pras conversas.
Mimadinho que quebra capacetes na parede quando tem birra.
Luke Skywalker poderia até ter morrido na batalha final contra Kylo Ren, mas ele jamais deveria ter brincado de “fastasminha”. Isso foi ridículo e só serviu pra uma coisa: argumento pros últimos rebeldes fugir de cena. 
"Oh, eles fugiram por uma saída criada pela Rey enquanto ela levitava... pedras?"

Porra, Rey! Então por que você não fez essa mesma levitação de merda quando as naves inimigas estava atacando tudo? Luke se foi e não significou nada pra você não é? Não significou nada pra ninguém. 
Você foi lá receber treinamento do cara mas no final das contas ele que se foda. Você pegou pra si as escrituras sagradas e pode começar a treinar quem quiser daqui pra frente. Isso é fato.

Star Wars estaca zero. Nada de magia. Nada de mistérios. Nada de conspirações.
Basta apenas fugir, fugir e fugir pra começar tudo de novo. 

Bem vindo à nova magia Star Wars
Uma lástima. Uma frustração. Uma bosta...

E isso é apenas o começo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário